#viagem

Escócia Mágica

Luzes Geladas Revelam a Beleza do Interior Escocês

Escócia Mágica

No último mês de Janeiro tive a oportunidade de visitar a Escócia pela primeira vez. E mesmo que uma visita no meio do inverno não pareça muito atraente, o frio e os dias cinza lançaram uma nova (se não gelada) luz na beleza do interior escocês. Apesar do tempo úmido, foi fácil de perceber porque tantas pessoas se apaixonam por esta região.

Em uma excursão de ônibus saindo de Edimburgo, segui para a região noroeste para o interior escocês. Ao sair do centro agitado de Edimburgo, eu deixei a cidade para trás para me encontrar entre riachos borbulhantes e florestas arrepiantes.

Em uma pousada rosa-pastel numa pequena clareira na floresta, famosa tanto por sua culinária quanto por sua cordialidade, eu saboreei um almoço quente com vista para o pequeno lago e a floresta ao redor. Com a companhia de um pequeno cão terrier e uma lareira aconchegante acesa no canto, isso era tudo o que eu imaginei que a Escócia seria.

Provando os queijos escoceses finos e as carnes locais, nossa refeição durou horas. Quando a garoa parou, nos aventuramos floresta adentro para encontrar um riacho borbulhante. O som da água correndo e o musgo escuro e úmido no chão sob nossos pés eram reconfortantes. Estando fora de Edimburgo há apenas algumas horas, minha aventura para o interior foi como um choque aos meus sentidos. O tempo ficou mais lento em Monachyle Mhor e ficaria ainda mais lento durante os próximos dias.

Durante meu passeio pelo interior, nós paramos várias vezes para visitar mirantes e vistas panorâmicas. Olhando os lagos e parando no meio de um vale, era difícil não ficar impressionado com as vistas e os sons da Escócia. As coisas eram calmas aqui, e com sinal de telefone limitado, eu passei o tempo olhando pela janela do ônibus, ou fazendo caminhadas matinais. Eu não conseguia tirar meus olhos da paisagem. De longe, o mundo parecia vasto e magnífico. E de perto, com musgo úmido embaixo das minhas botas e lagos inundados invadindo minhas trilhas, o mundo poderia parecer melancólico, mas eu sabia que havia algo mágico aqui.

Eu não gosto muito de viajar para lugares frios, mas o tempo cinza, úmido e melancólico da Escócia (na Escócia eles usam a palavra dreich) me fez mudar de idéia. Até porque as águas atlânticas do Lago Fyne estavam acima do nível durante minha curta visita. Os vários tons de cinza e azul só enfatizaram as outras cores do interior escocês: os kilts xadrez, os pequenos montes cobertos por grama verde, as casas pintadas com cores pastéis, a ardósia preta e, é claro, o uísque âmbar. A Escócia pode não parecer ser o lugar mais colorido, mas eu nunca estive em um lugar que me senti tão revigorado.

*Slainte! *




Pinterest Tumblr

Adam Groffman

Adam Goffman é um escritor e blogueiro de viagem freelancer que vive em Berlim.
Leia Mais

Qual é o seu destino de inverno preferido?



Compartilhe Suas Histórias Instagram

Use a hashtag #HistoriasSanDisk para uma chance de ser destaque neste site.

Inscreva-se para ofertas especiais!

Receba ofertas promocionais especiais e dicas de fotografia da SanDisk.