#viagem

Uma Sessão de Fotos Que Foi Coisa do Destino

Um Momento Alegre e Inesperado no Butão

Uma Sessão de Fotos Que Foi Coisa do Destino

A foto que tirei de um grupo de jovens monges alegremente descendo uma colina em sua escola monástica em Thimphu, Butão, deixou uma marca permanente em mim.

Desde sempre sonhei em visitar o Butão. No início de 2008, tive a sorte de finalmente viajar para o reino enigmático do Himalaia. O Butão não decepcionou: é uma mistura espetacular de uma paisagem irregular impressionante, uma arquitetura centenária colorida e pessoas acolhedoras e amigáveis. A luz natural é leve e dourada, e as vistas são de tirar o fôlego. Eu me senti deslumbrado pela beleza que encontrei todos os dias em que estive no Butão.

Eu e meu amigo e parceiro criativo, o cineasta Mike Rogers, passamos algumas horas em uma tarde documentando a rotina dos jovens monges na Escola Monástica Dechen Phodrang. Capturamos esses meninos cantando, meditando, estudando e até mesmo raspando suas cabeças. Mais tarde naquele mesmo dia, quando estávamos fazendo as malas para ir embora, o diretor nos aconselhou a esperar alguns minutos; mais de 400 meninos famintos sairiam da escola quando o sino do jantar tocasse. Ele sugeriu que esperássemos ao longo do caminho de terra entre a escola e o refeitório, já que os meninos viriam correndo exatamente em nossa direção para chegar ao refeitório.

Mas para nossa surpresa, um pequeno grupo de crianças decidiu ir por um caminho muito mais precário para o jantar, descendo pela íngreme encosta cheia de grama à nossa esquerda. Eu rapidamente me virei, apontei minha câmera na direção dos jovens e disparei algumas fotos rápidas enquanto eles corriam colina abaixo e passavam por mim. Essas fotografias foram resultado de simplesmente estar no lugar certo na hora certa; elas praticamente se fizeram por si mesmas.

Um grupo de jovens monges alegremente descem uma colina em seu caminho para o jantar.

Uma das imagens dessa série foi publicada na revista National Geographic (dezembro de 2008). A imagem captura um momento de espontaneidade, liberdade e alegria, inspirando uma conexão emocional entre o espectador e as pessoas fotografadas. Eu me senti – e me sinto até hoje – profundamente honrado por ter tido minha foto publicada nessa revista icônica, marcando o momento de maior orgulho e de maior realização da minha carreira fotográfica.

O documentarista Mike Rogers analisa suas imagens enquanto os jovens monges se aglomeram ao seu redor.

E aqui, um PS fantástico para essa história: uma das fotos que bati, logo depois que capturei a foto dos jovens, foi do Mike cercado pelo bando de monges que tinham acabado de correr morro abaixo, assistindo a eles próprios ganhando vida na tela da câmera de vídeo. A imagem foi, mais tarde, publicada pelo The New York Times. De fato, os deuses da fotografia estavam nos abençoando naquela tarde.

Um jovem monge lava a cabeça recém raspada do lado de fora do dzong (monastério).




Pinterest Tumblr

Scott A. Woodward

O estilo único de narrativa fotográfica de Scott A. Woodward capta emoções reais e contam um história em um único quadro.
Leia Mais

Você já esteve no lugar certo, na hora certa e conseguiu uma foto daquelas que só se tira uma vez na vida?



Compartilhe Suas Histórias Instagram

Use a hashtag #HistoriasSanDisk para uma chance de ser destaque neste site.

Inscreva-se para ofertas especiais!

Receba ofertas promocionais especiais e dicas de fotografia da SanDisk.